Skip to content

5 sinais de que você não está bebendo água suficiente

Imagem: Folha Vitória

No final do ano passado eu conheci a minha melhor amiga. Ela é tão companheira que vai comigo para todos os lugares onde vou: nas reuniões de trabalho, na aula de yoga, e até dorme do meu lado. Confesso que durante quase 30 anos da minha vida eu rejeitei sua amizade, falava mal dela, dizia que ela não fazia a menor falta na minha vida. Até que quando morei com uma outra grande amiga, ela veio de vez para ficar na minha vida, e no seu estilo. Mais recente, ela veste uma linda roupinha roxa.

No calor do verão, com o sol rachando o coco, o suor que não dá trégua nem depois de um banho gelado, a garrafa de água virou minha companheira inseparável.

Mas sei que tem muita gente que não necessariamente tem a água como melhor amiga ou esse conteúdo nos seus copos para se refrescar do calor. É muito comum acharmos que beber qualquer líquido já fornece ao corpo a hidratação necessária, mas não é o caso. Principalmente quando falamos de refrigerantes e águas flavorizadas, bebidas alcóolicas e cafeinadas, e até sucos. Elas podem até trazer uma sensação refrescante momentânea, mas o corpo não se engana, e logo manda sinais claros de desidratação.

Saiba mais sobre isso aqui.

Só que nem sempre sabemos que certos sintomas são causados por estarmos bebendo menos água do que nosso corpo precisa. Esses cinco que falo abaixo eu enfrentei durante muito tempo da minha vida, e eles rapidamente se resolvem quando eu aumento o consumo de água:

  1. Dores de cabeça ou cansaço que não passa nunca: na maioria dos casos é o grito do cérebro precisando de água, ou ainda sintoma de outra condição que tem como uma das causas a desidratação crônica. Quando uma dessas coisas começa a se manifestar, a primeira coisa que faço é tomar um copo grande de água.
  2. Lábios ou pele ressecados: mesmo passando hidratante o tempo todo, meus lábios ficavam rachados o tempo todo, e isso é sinal de que a hidratação tem que ser incrementada por dentro. É só tomar mais água que, em menos de 24h, os lábios estão macios novamente.
  3. Sem urinar nas últimas 3 horas: É uma chatice levantar para ir ao banheiro toda hora, e quando estou no espírito workaholic nem tomo água para não levantar da cadeira. Mas aí percebo que minha concentração diminui muito. Ou seja, não vou ser mais produtiva se ficar evitando ir ao banheiro e deixando de beber água. Vou é sim arranjar uma sistite ou pedras nos rins.
  4. Os intestinos não funcionaram no último dia: o que teria que acontecer facilmente pelo menos 2 vezes por dia, às vezes levava mais de 2 dias para acontecer comigo. O fato é que, toda vez que diminuo o consumo de água, os intestinos começam a fazer greve, e quando tomo água frequentemente, eles funcionam logo ao acordar sem esforço.
  5. Fome persistente: Eu costumo comer bastante quantidade, mas percebo que minha vontade de beliscar entre as 3 grandes refeições do dia aumenta quando diminuo a quantidade de água que tomo. Isso acontece porque o corpo tenta conseguir água na forma de comida, já que não está conseguindo na forma líquida. Nos dias que me hidrato bem, fico tranquila comendo apenas 3 vezes por dia, e quase não tenho desejo de comer doces.
lifefactory.com

lifefactory.com

A companheira que citei no início do texto é uma garrafa de água de vidro com uma capa de silicone protetora que comprei recentemente, e é o melhor recipiente para carregar água para todo lado que já tive, pois é fácil de carregar e de lavar com frequência, e por ser de vidro, não tem as substâncias químicas tóxicas existentes no plástico e no alumínio.

Se eu fosse você, arranjava uma melhor amiga parecida com a minha, pois com ela ao meu lado fico mais bem mais disposta, com uma pele ótima, meu organismo funciona no ritmo certo e meu metabolismo fica super em dia.

Anúncios
%d bloggers like this: