Skip to content

Posts tagged ‘bolo’

Receita de Bolo de Chocolate Vegano

Essa receita é perfeita para quem não vive sem bolo de chocolate, mas ainda não está preparado para experimentar versões saudáveis muito diferentes das receitas tradicionais, com as quais já estamos acostumados desde a infância. O prato é vegano, já que não contém nenhum ingrediente de origem animal.

As principais adições saudáveis desse bolo são:

  • A farinha de trigo integral, cujas fibras auxiliam a digestão
  • O óleo de coco, que substitui a manteiga/margarina e beneficia pele e cabelos, além de evitar a TPM e as doenças degenerativas do cérebro
  • O cacau em pó, que traz o sabor intenso do chocolate sem adicionar os malefícios das substâncias químicas e do açúcar que os chocolates e os achocolatados convencionais contêm.

Além disso, essa receita leva uma versão mais saudável do açúcar, que é o melado de cana, riquíssimo em ferro e outros minerais importantes para a saúde. Read more

Óleo de coco: aprenda a inserir na sua dieta

O óleo de coco extra virgem é o novo queridinho das dietas. Além de potencializar a queima de calorias, o alimento traz sensação de saciedade, diminuindo a fome. O alimento ainda contém benefícios para saúde, como a redução do mau colesterol (LDL), prevenção de doenças cardiovasculares e propriedades anti-inflamatórias.   Mas você sabe como consumi-lo?

Nutricionista recomenda ingestão de 3 colheres diárias de óleo de coco
Para a nutricionista Elaine de Pádua, 3 colheres diárias de óleo de coco virgem são suficientes para usufruir do que o produto tem de melhor. “Não recomendo o consumo em excesso, já que o óleo de coco pode ter efeito laxante em algumas pessoas”. Vale lembrar que, apesar dos benefícios, cada colher de sopa de óleo de coco possui cerca de 120 calorias e o exagero pode significar quilos a mais.

Óleo de coco pode ser usado no preparo de receitas quentes
A coaching de saúde integrativa Melissa Setubal explica que o aquecimento do óleo de coco extra virgem não destrói as propriedades do alimento. “Por ser uma gordura saturada, o óleo de coco possui moléculas muito estáveis, que não oxidam com o calor. Recomendo o uso no preparo de receitas ou em substituição ao óleo das frituras. Como o produto tem sabor agradável, pode ser usado para temperar saladas, batido com sopas, sucos e shakes emagrecedores. Além disso, o óleo de coco pode substituir qualquer outra gordura na cozinha, como manteiga e margarina”, diz a profissional.

De acordo com Melissa Setubal, após aberto, o óleo de coco não deve ser guardado na geladeira. “O produto mantém sua forma de óleo em temperatura ambiente. Em dias mais frios, o produto pode endurecer, transformando-o em uma pasta densa e branca. Se isso acontecer, esquente o produto em banho-maria. Para usá-lo no preparo de uma receita, não é necessário que esteja líquido. Basta retirar colheradas da massa branca e despejar diretamente na panela”.

Receitas com óleo de coco por Melissa Setubal: do bolo de chocolate ao yakissoba tailandês

Bolo de chocolate com óleo de coco
Bolo de chocolate com óleo de coco
Sorvete de chocolate com banana e óleo de coco 
Sorvete de chocolate com banana e óleo de coco
Yakissoba tailandês com óleo de coco
Yakissoba tailandês com óleo de coco
Purê de abóbora cremoso com óleo de coco
Purê de abóbora cremoso com óleo de coco
Salada quente de espinafre com óleo de coco
Salada quente de espinafre com óleo de coco

Fonte: Canal GNT

Bolo de Chocolate: Versão sem-culpa-de-ser-feliz

Semana passada, fiz esse bolo de chocolate inspirada por duas coisas: o artigo que escrevi sobre Leite, e o Workshop Uma Dieta de Abundância.
Eu tenho sensitividade a leite e derivados e tenho transformado minha alimentação numa versão saudável. Com isso, tenho explorado muitas novas possibilidades dentro da cozinha, principalmente na tentativa de buscar experiências mais apetitosas.
Por isso, decidi servir no lanchinho do workshop um Bolo de Chocolate Vegano, com toda a decadência de um bolo de chocolate comum e com muitos dos nutrientes que você precisa.
Essa receita eu aprendi em uma aula no Natural Gourmet Institute – NY.

Bolo de Chocolate Vegano

1 xícara de farinha de trigo integral
1 xícara de farinha de trigo não branqueada
2 colheres de chá de fermento em pó
1 colher de chá de Bicarbonato de Sódio
1/2 xícara de cacau em pó
1 colher de chá de canela em pó
1 xícara de água
1/2 xícara de óleo de coco
1 xícara de xarope de agave ou 1 1/2 de melado de cana
1 colher de chá de vinagre de cidra ou de maçã
2 colheres de chá de extrato de baunilha
1/2 colher de chá de sal marinho

Pré-aqueça o forno em 180ºC. Unte e polvilhe trigo em uma assadeira de 25cm.
Peneire junto as farinhas, o fermento e o bicarbonato em uma tigela média.
Em uma panela pequena em fogo médio, dissolva o cacau em pó e a canela na água, mexendo sem parar. Quando a mistura começar a borbulhar, retire do fogo e derrame em uma tigela em separado. Adicione os demais líquidos e o sal e misture até encorporar tudo.
Derrame o líquido nos secos, e mexa até a massa ficar macia, de forma gentil e sem bater, para manter a leveza. A massa fica bem consistente e esponjosa. Derrame a massa no tabuleiro e asse por cerca de 30 a 45 minutos, ou até o palito de dente sair limpo ao espetar a massa.
Deixe o bolo esfriar no tabuleiro. Retire-o e acrescente a ganache.

Ganache de Chocolate

1/2 xícara de leite de coco
1 xícara de cacau em pó
1 colher de sopa de extrato de baunilha
1 a 2 colheres de sopa de melado de cana (a gosto)

Em uma panela pequena, aqueça o leite de coco até começar a ferver. Desligue o fogo e adicione o cacau em pó peneirado e mexa até que se dissolva. Deixe descansar por uns 3 minutos, coberto. Adicione a baunilha e o melado e misture até incorporar. Deixe esfriar na temperatura ambiente e sirva em cima do bolo.

Dicas:
1) Decore o bolo com frutas vermelhas, como morangos, amoras, framboesas, mirtilos. Seus antioxidantes potencializam o poder dos antioxidantes do cacau em pó.
2) Use essa ganache como um fondue de chocolate, servindo com frutas diversas da estação.

Três trigres sem trigo

O trigo pode travar a língua quando falado, e a digestão de muita gente quando comido. Não somente os celíacos (quem sofre de intolerância grave ao glutén) podem ter consequências no organismo ao consumir alimentos que contém essa substância, que nada mais é que uma proteína contida em alguns grãos como: trigo, cevada, centeio, couscous marroquino, e aveia (ainda não confirmado se em sua composição original ou se contaminado durante o seu processamento).
Mesmo para quem não tem algum tipo de sensitividade ou alergia, é interessante incorporar mais produtos sem glutén na alimentação, pois não só aumentamos a variedade de nossa alimentação e o consumo de nutrientes, mas também diminui-se o risco de se adquirir essa sensitividade e de problemas na digestão, como gases, constipação, inflamações e dificuldade para absorver nutrientes. Hoje em dia, vê-se muitos adultos com esse tipo de problema, que, em muitos casos, surge pelo excesso de consumo de alimentos com trigo ultraprocessado, como pão, biscoito, bolo e macarrão, desde a infância.
Aqui vão três sugestões de como variar o cardápio com opções sem glutén e com muito sabor:

Yes, nós temos banana!

Começamos o Ano Novo com uma nova participante na parada. Lúcia é professora de Yoga em Vila Velha e tem encaminhado muitas pessoas, durante anos, nesse modo de vida saudável, incluindo eu mesma. Foi ao começar a fazer yoga que, pouco a pouco, meu corpo foi pedindo alimentos mais saudáveis naturalmente, e depois de alguns meses de prática percebi me sentia mais energizada e com cada vez mais vontade de melhorar meu estilo de vida.
Ela mandou para nós uma receita bem gostosa que serve como lanche ou no café-da-manhã. Ela tem como base a banana, uma fruta bem conhecida por nós, e inclui aveia e castanhas, que possuem gorduras que que ajudam no bom funcionamento da circulação sanguínea e do coração.

Muffins de banana

4 bananas-nanica médias
1 ovo
1 copo pequeno de açúcar mascavo
1 copo pequeno de óleo
1 e 1/2 xícara de farinha de trigo (dê preferência para a integral)
1  e 1/2 xícara de aveia (flocos médios)
1 colher de sopa de fermento em pó
1 pitada de sal
canela em pó
Castanhas e frutas secas diversas (nozes, ameixa preta, uva-passa)

Numa tigela colocar a farinha, a aveia, o pó Royal, as nozes, as ameixas picadinhas, uva-passa e um pouco de canela em pó. No liquidificador, bater o ovo, o óleo, as bananas e o açúcar. Depois misturar nos outros ingredientes.
Assar em forma untada e polvilhada por mais ou menos meia hora em forno médio; e por cima da massa, colocar
canela em pó e salpicar aveia.

Obs. A massa fica mais mole que uma massa de pão e mais dura que uma de bôlo.

%d bloggers like this: